“Apenas os pequenos segredos precisam ser guardados, os grandes ninguém acredita” (H. Marshall)

APRESENTAÇÃO ........ HOME......... INICIAL...... .....EDITORA............VIDEOS.......... GRUPOS ...... . GLOSSÁRIO

domingo, 26 de abril de 2015

KUNDALINI/CADUCEU OU OS ESTÁGIOS DA ENERGIA CÓSMICA



Freud teve o mérito de tratar na modernidade das variantes e das transformações da energia psíquica humana, que Jung depois aprofundou apontando para o campo da metafísica. Muitos psicólogos na verdade enriqueceram o tema da psicologia e da psicodinâmica, com toda a sorte de contribuição e para os mais diferentes efeitos.
Se reconhece também contribuições antigas significativas, sobretudo gregas e orientais. O tema possui tal importância que no seu entono tem sido erigido não apenas tratados mas sobretudo ciências e técnicas. E ele também tem sido codificado através de símbolos, com destaque e mérito para o símbolo do caduceu ou de kundalini. 



Os estágios simbolizados no caduceu fazem direta alusão aos Quatro Elementos: Terra, Água, Fogo e Ar, que na verdade são questão muito mais física do que química, ou seja, faz referência aos estágios da matéria ou, melhor ainda, da própria energia...
Curiosamente, os estágios da energia (a humana inclusive) são semelhantes e análogos aos estágios da energia física e também aos estados da matéria. Por muitas razões o psiquismo tem sido comparado na Antiguidade com a água, a qual está claramente sujeita a todos os “estados-de-matéria”: líquido, sólido, gasoso... ígneo (plasma)? 


O "Grande Arcano", Eliphas Levi
Todo o tipo de matéria pode ser encontrado nestes quatro estados, sendo que o mais comum no Universo é o plasma, abundante nas estrelas e no espaço cósmico, sendo de certa forma a origem de toda a matéria.
Os “elementos” -Terra, Água, Fogo e Ar- se transformam especialmente através do contato entre si. 
Aliás, a Ciência identifica sete “fases” ou estados-da-matéria, três delas são combinações estáveis e pertencem a situações muito raras e sofisticadas. A formação de uma estrela atravessa todos os estágios da matéria, do físico denso ao plasma nuclear, e analogamente a energia humana pode cumprir um roteiro semelhante; ainda que tal coisa possa demandar um treinamento especial, empregando técnicas progressivas.

bastão de Asclépios
À exemplo do planeta, todos temos em nós estes Elementos, ainda que a evolução espiritual demande um trato mais puramente energético com o tema, onde cada estágio serve de base para o seguinte. No geral, cabe aprimorar a estrutura física (“Terra”) para obter saúde psíquica (“Água”), a partir da qual se poderá refinar as emoções e alcançar um estágio mental (“Ar”) forte, criativo e elevado, com o qual finalmente se poderá acessar as energias mais poderosas da iluminação (“Fogo”).
Naturalmente, com isto tudo, os processos da iniciação estão muito associados aos da cura em geral. Daí que o deus da medicina, Esculápio, também ostenta uma espécie de caduceu, ainda que dotado de somente uma serpente, que eventualmente podemos até considerar como sendo uma das correntes de kundalini/caduceu.

O Caduceu


gravura indiana
O caduceu clássico ostenta serpentes em apenas três voltas, nisto semelhante ao que se afirma nos tratados tântricos sobre as 3,5 “voltas de kundalini” que, sendo duplicadas (duas correntes energéticas complementares: Ida e Pingala) resultam em sete. Contudo, os analistas costumam encontrar o “setenário” de muitas maneiras nestes diagramas que, de resto, seriam mesmo flexíveis. Ainda assim, o número de chakras ou centros-de-energia (representando também um estado da energia) varia segundo as escolas.
Atualmente a humanidade tem quatro chakras liberados (do basal ao cardíaco), daí a pertinência deste tipo de abordagem de “Elementos”. Modo geral, podemos mesmo identificar no caduceu quatro estágios -os quais também possuem as suas subdivisões-, a saber (em alguns caduceus, a base física apresenta um destaque semelhante à esfera da coroa).



solve et coagula
Tal coisa possui então expressões energéticas na energia humana, tema ao qual a Alquimia trata com desenvoltura, tal como no clássico ditado solve et coagula. A “Tábua de Esmeraldas” de Hermes Trismegisto, pede para “separar a terra do fogo e o sutil do denso”. Outro ditado hermético é ainda mais específico sobre “condensar o sutil e sutilizar o denso”. O resultado disto pode ser contemplado no símbolo completo do Tao (o taoísmo comporta poderosos recursos alquímicos), onde os elementos originais (Fogo e Água) geram dois intermediários (Terra e Ar).
De uma forma básica, o tema de solve et coagula pode ser observado em nosso cotidiano através das variações da nossa energia psíquica sob ambientes muito diferentes, como um muito poluído e material de um lado, e outro muito puro e espiritual de outro. Ao mudar de ambiente sempre tardamos um pouco para nos adaptar, e após vencido o prazo reagimos como cabe ora densificando ou bloqueando a nossa sensibilidade (ativando os instintos) quando somos agredidos, ora sutilizando e abrindo nosso sentir (captando as coisas como almas) onde o mundo é afável –o tema é designado com “Psicoecologia” em nossa obra “O Evangelho da Natureza”. Isto é como situar os nossos focos de atenção em pontos de nossa aura (e de kundalini), de forma vertical ou radical. Há formas de nos proteger fortalecendo a nossa própria energia, através de treinamentos multidimensionais.

Tudo isto faz referência ao constructio da energia visando a liberação final. Cada estágio se ergue sobre o anterior, por concentração ou “condensação” energética, semelhante à criação de defesas sutis e ferramentas para acessar outrsa dimensões. As técnicas da ioga são precisas para auxiliar nisto, merecendo destaque o Ashtanga Ioga de Patânjali, ainda que para todos os estágios existam outras iogas auxiliares (Karma Bhakty, Jnana, Agni...), algumas das quais mencionadas no Bhagavad Gita.
Elaboração do Pimandro hermético

Na Esoterismo Moderno também existe o estudo exotérico sobre os Quatro Fogos da Iniciação ("Mistérios Menores"), assim como o trabalho esotérico das Sete Chamas ou Raios Ascensionais ("Mistérios Maiores"). Para encerrar, citemos algumas expressões de energias sutis correlatas:

a. Físico (“Terra”): Prana (partículas, quantuns),
b. Psíquico (“Água”): Magnetismo, “amor” (ondas, fótons)
c. Gasoso (“Ar”): mente, Raios, irradiação
d. Ígneo (“Fogo”): Radiação, universalismo, plasma

O quantum de luz é algo tão físico que até podemos observar através dos olhos em repouso, ele vem do Sol e repousa na atmosfera da Terra. Este quadro sugere, pois, que a “dupla possibilidade” da observação da luz como onda e partícula mencionada pela Física Quântica, integra somente as possibilidades das pessoas mais comuns. Através da verdadeira iniciação, acessada a partir da terceira fase, podemos conceber também a luz como irradiância e na etapa subsequente como plasma onipresente.


O despertar de kundalini integra de certa forma os poderes de que fala Patânjali nos seus “Ioga Sutras”, poderes os quais não devem ser focalizados intencionalmente e nem devemos a eles nos apegar. Devem ser tratados como ferramentas acessadas durante uma longa jornada -o mesmo vale para o conhecimento de nossas vidas passadas. Existe muita informação esotérica e alquimista no mundo, porém nestes assuntos o melhor é sempre atentar para o mais atual, sempre com o devido discernimento é claro, e tratando o anterior como "informação geral". Um dos mais belos e completos ensinamentos, que é o da Agni Ioga (“Ioga do Fogo”), ensina que, para acessar realmente novas energias, devemos focalizar atualmente as nossas atenções nos centros superiores, especialmente coração e cabeça, uma vez que os centros abaixo do coração já foram desenvolvidos pelas “raças” anteriores. 
No mais, para detalhes realmente técnicos, sugerimos o estudo e a prática de informações como as dadas em obras como "Magia Branca & Teurgia" (ver também as páginas ao final, abaixo), observando sempre nestes temas o precioso ditado (“apressai-vos lentamente”). 

Assista ao vídeo
A Iniciação Espiritual

Luís A. W. Salvi é autor polígrafo com cerca de 150 obras, e na última década vem se dedicando especialmente à organização da "Sociologia do Novo Mundo" voltada para a construção sócio-cultural das Américas.

Contatos: webersalvi@yahoo.com.br 
Fones (51) 9861-5178 e (62) 9776-8957
Editorial Agartha: www.agartha.com.br

Participe dos debates em nossos facegrupos:
MAITREYA SANGHA
TEOSOFIA CIENTÍFICA
ALMAS-GÊMEAS
FILOSOFIA PERENE – O UNO E O TODO
A REPÚBLICA DOS FILÓSOFOS
ZAS - ZONAS AUTÔNOMAS SUSTENTÁVEIS
CIDADE DA LUZ



Nenhum comentário:

Postar um comentário